O que são Meta Tags?

O Meta Tag é um comando implementado no código de páginas web, dentro da área Head do site (entre as tags <head> e </head>), para passar instruções a programas externos ou ações mais simples, por exemplo, informar qual a pessoa responsável pelo desenvolvimento da página. Algumas Meta Tags são utilizadas para passar aos sites de busca como o Bing e o Google instruções sobre o título da página e uma breve descrição a ser exibida nos resultados de busca, quais páginas devem ou não ser indexadas, dentre outras instruções.

 

     Importância de Meta Tags para SEO.

 

Os Meta Tags são uma importante ferramenta de comunicação entre o webmaster e os sites de busca, como vamos ver nos exemplos abaixo. Para muitas pessoas, porém, SEO é apenas isso, Meta Tags. Isso está longe de ser verdade. O Google utiliza perto de 250 variáveis para determinar os resultados de busca, e as meta tags são apenas algumas delas.

 

     Como visualizar Meta Tags?

 

Meta Tags não são exibidas no tela principal do Browser, no conteúdo exibido ao usuário. O jeito mais fácil de visualizá-las é pela exibição do código fonte da página. Cada Browser tem a sua forma de fazê-lo. Geralmente, basta clicar com o botão direito em alguma área da página e clicar em “Exibir código fonte da página” ou algum texto similar a esse. No Chrome, teclar Ctrl-U tem o mesmo efeito. Exibido o código-fonte, faça uma busca por <meta ou <title (geralmente digitando Ctrl-F) e veja como os meta tags da página estão especificados, exemplificados na Figura abaixo.

exemplo

O Meta Description é o texto geralmente utilizado pelo Google para a exibição dos resultados de texto das segundas e terceiras linhas dos resultados de busca, logo abaixo do Título. O conteúdo do meta description não influencia no posicionamento de uma página no Google. Logo, não é necessário repetir palavras-chave nesta tag. Apesar de não interferir no posicionamento, uma descrição bem redigida e atrativa contribui para uma taxa de cliques (CTR – cliqueThrough Rate) mais alta, e este sim acredita-se ser um dos fatores utilizados pelo Google para aumentar o posicionamento de um resultado. Além disso, alguns termos da descrição são enfatizados em negrito, quando fazem parte da pesquisa realizada, ajudando o usuário a encontrar rapidamente o que está buscando com mais facilidade.

 

exemplo 1

exemplo 2

 

O exemplo da Figura acima mostra como é exibido uma busca no Google. A sintaxe do meta description, se olharmos o código-fonte, é exatamente o que é exibido no resultado de busca.

<meta content=”O Google Chrome é um navegador que alia tecnologias sofisticadas a um design simples para tornar a Web mais rápida, mais segura e mais prática.” name=”description”>.

O limite padrão utilizado pelo Google para exibição de meta descriptions é por volta de 156 caracteres, respeitados os números de Pixels da largura da área reservada para a descrição. Descrições com muitas letras maiúsculas e letras “gordas” como M, O, W, possuem um limite de caracteres inferior a descrições compostas por uma grande quantidade de letras i, para exemplificar. Além disso, com a alteração na exibição de sitelinks, é interessante procurar resumir a informação nos 50 primeiros caracteres, para que a mensagem mais importante seja exibida quando o Google optar por exibir os sitelinks.

Dicas para construção de meta descriptions efetivas

  • Cada página do site idealmente deve ter a sua meta description exclusiva;
  • Crie meta descriptions que resumam o conteúdo da página com precisão;
  • Utilize a principal palavra-chave de cada página no meta description;
  • Pense na descrição como um link patrocinado, vendedor e atrativo;
  • O tamanho máximo sugerido é de 156 caracteres, mas preste atenção se, após indexado no Google, o resultado não aparece com reticências. Nesse caso, diminua a descrição em alguns caracteres;
  • Procure tornar os primeiros 50 caracteres do meta description em uma frase que será exibida caso a página apareça nos sitelinks;
  • Utilize “calls to action” para incentivar o clique.

Você pode automaticamente instruir o browser a atualizar a página em um período. Um exemplo de código de atualização após 30 segundos:

 

<meta http-equiv=”refresh” content=”30”>

 

Também é possível redirecionar o usuário para uma página diferente depois da atualização de página, conforme o exemplo:

 

<meta http-equiv=”refresh” content=”30;URL=’http://website.com’”>

Comentários
Written By
More from

How-to Conduct Academic Research

Article composing provides loads of challenges for the writer. Editing is a...
Read More